Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acho que nunca sai de la
La é meu lugar
Inacessível e inóspito
Lugar onde ninguém vive
E nem vai me visitar

Na minha clausura
Que é dentro da loucura
Vivo sem sentir
Que vivo lá

Minha doce prisão
Onde estou a salvo
De minhas loucuras
De meus sonhos
E de mim mesmo

Lá é de onde nunca saio
E sempre volto
Sempre a repetir
O dia anterior
Só mudando o lugar da dor
E onde planto a flor
Fabio Damico
Enviado por Fabio Damico em 22/08/2006
Código do texto: T222560
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Damico
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 55 anos
120 textos (1502 leituras)
2 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:28)
Fabio Damico