Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Metamorfose

   Oh! que linda borboleta!
   Corre a menina a pega-la.
   Descuidada de perigos
   pousa aqui, pousa acolá...
   voeja, voeja de flor em flor a pousar.
   Veja, que linda!  toda azul!
   Contempla-a admirada
   as asas brilhantes, a sonhar.
   Não, não podes ficar presa.
   Vai-te, borboleta linda,
   Voa bem alto, até que eu não te veja.
   Busca o infinito não pares de voar.

           Depois co'as mãos vazias
           Olha o céu cheio de luz
           e grita bem alto:
           Também sou borboleta, sim,
           sem asas, mas sou borboleta
           acaso não buscamos o mesmo fim?

   Tenho pés para andar,
   tenho cabeça pra pensar,
   Porém, como posso voar?

           Volte, volte, borboleta!
           Dá-me tuas asas,
           Também quero voar, voar...
           Ver o mundo, países longínquos,
           Terras distantes mirar.

   ........................................

   Debalde, ninguém me ouve.
   Borboleta não sabe falar!...
Zilda
Enviado por Zilda em 22/08/2006
Reeditado em 01/06/2008
Código do texto: T222889
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zilda
Brumado - Bahia - Brasil, 93 anos
52 textos (10064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:48)
Zilda