Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

No álcool, na lua, ver ela nua!

Eu não aceito conselho
Quando você vir me dizer
Que o álcool não posso beber
E a lua não reflete no meu espelho.

A combinação certa para dizer
Que estou sozinho no meu lar.
Agora não posso reclamar sem par
Mas assim a escuridão hei de ver.

Vermelho como magma aqui estou.
Não sei se brilho mais que a lua
Ou se penso no meu amor quase nua
E contemplar o beijo que ela me roubou.

A como eu queria beber na lua
Onde o tempo não se esconde
E ver na minha sepultura: “Aqui dorme um conde...”
Bem no cemitério que fica atrás da lua.

Vejo a terra lá na altura
Tão pequena a bela nua
E desta vez menor que a lua
Pois quando bebo sou cheio de amargura.
Edmir Junior
Enviado por Edmir Junior em 23/08/2006
Código do texto: T223127
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edmir Junior
Juripiranga - Paraíba - Brasil, 30 anos
83 textos (1735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:06)
Edmir Junior