Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ORVALHO

Sempre sozinha

Andante da vida

Caminhante da estrada

Errante dos sonhos!

Se pe perco às vezes,

Agradeço por ser só!

Perder-me sozinha

É menos sofrido

Do que perder-me acompanhada

De uma presença ausente!

Perder-me sozinha: consolo!

Sofrimento solitário...

Pelo menos a certeza

De que a noite

Traz o orvalho!
Cláudia Marques
Enviado por Cláudia Marques em 23/08/2006
Reeditado em 26/08/2006
Código do texto: T223129

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Marques
Cruzeiro - São Paulo - Brasil, 42 anos
232 textos (153570 leituras)
2 e-livros (107 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:53)
Cláudia Marques