Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRINCÍPIO DO VÁCUO


Euna Britto de Oliveira
Site de Poesia: www.euna.com.br


Há várias maneiras de minha arte não dar certo.
Uma delas
É sem você por perto!...

Olhos fechados,
Vejo uma planta que nunca vi,
Porque não existe.
Nasceu na minha imaginação.
Tem folhas duras como as da bromélia
E não é bromélia.
De um verde claro,
Cor de cana...
Está num vaso grande de cimento,
Redondo e quase branco.
Perto dela, eu e você,
Num banco.
Sei que é você, mas não o vejo.
Nem a mim mesma eu vejo.
Sinto-me.
Sinto-o.


Brinco sem você
Mas não vivo sem você.
Ou então, vivo sem você,
Mas não brinco sem você...
Se não aparece, eu o invento.
Tenho a forma de você feita no vento!...

Quem é você?
Não sei quem é
Não sei onde está
Só sei que me falta.
E onde há falta,
É porque existe o que completa!

Mas somos “chics” – não temos "chips"
Que facilitem o reconhecimento
De um pelo outro....
Como fazem com os golfinhos
Ou com os pássaros raros
E animais em extinção...
Temos de nos descobrir
Pela Lei da Afinidade.

Muito mais do que aparelhos,
Somos almas...
Gêmeas.

Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 23/08/2006
Código do texto: T223284
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34674 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:34)
Euna Britto de Oliveira