Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Asas

O que são asas para o que lê?
O que são asas para os que voão?
O que são asas para os que do solo não ousão alçar voô?

Atrofiadas por correntes de pedra ou de barro
O material não importa
São correntes...que as prendem
As escondem
As queimão
As fazem dizer ao seu dono: estamos cansadas...

As maltratamos
Como Ícaro, as usamos
E delas nascem então o sofrimento
Que delas são o alvo
Que delas são o porto

Os passaros, eternos unidos a natureza
E nós como sempre sonhando em ter o tal poder
Buscando sempre sair do chão, sair do real e da ilusão
Cair em um céu de cores, cores quentes
Cair do chão, pisando no horizonte...

Vendo outros voar
Vendo outros cair
O inconstante mundo dos alados-momentos
Os sem medo que ao céu a Deus tentão

Sejão felizes
Asas - o plural
Que na verdade são pares
Pares - um e um
Asa esquerda, direita, bem ou mal, terno e frio
Pares, juntas - o alento
Em singularidade - a queda livre ao mundo das tentativas
Gustavo Franco
Enviado por Gustavo Franco em 23/08/2006
Código do texto: T223586
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Gustavo Franco - http://recantodasletras.uol.com.br/autores/gustavofranco). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Franco
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 27 anos
51 textos (2050 leituras)
1 áudios (22 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:40)
Gustavo Franco