Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pelas portas da esperança perdida

Uma vez me disseram para ter esperança
esperança na lei Divina que não falha...
Outras mandaram-me deixar de ser criança
fazer algo que preste, algo que valha

Mas de todos os conselhos que me fizeram
apenas um chamou minha atenção:
"Escreva com a alma, não com a mente" Disseram...
Mas que diabos isso aqui vem a ser então?

A partir do momento em que deixei a alma fluir
todas as portas, outrora de esperança perdida
transformaram-se num caminho novo a seguir
Agora respiro fundo e encaro essa nova vida!

Pelas portas da esperança perdida, renasci
E deixo minha alma agora falar por mim
De todas as coisas que um dia aprendi
A melhor foi a que não me deixou chegar ao FIM
Gele
Enviado por Gele em 24/08/2006
Código do texto: T223883
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gele
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 31 anos
35 textos (1290 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:23)
Gele