Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hum! que delícia essa brisa...

Hum! que delícia essa brisa
Que me toma de sobressalto
Com o aroma fresco da chuva
Nessa praia tão amiga
Cá estou tão aflito
Com tantas gotas que te molham
Vejo teu corpo alvo e líquido
Na transparência de tuas vestes
O sussurar lacônico das vagas
Seu deslizar macio na areia
Meu coração ainda aflito
Anseia por tua aproximação
Venha, hum! que delícia
Venha minha brisa amada
Venha com seus doces beijos
Teu corpo lívido e sensual
Venha para meus braços
Ah! que delícia de beijos
Sentir tua pele arrepiada
Teus seios rijos, frementes
Tua boca mais sincera e úmida
Venha cá para esta tenda alta
Tomarei tuas vestes molhadas
Aquecerei teus pés, tuas mãos
Tua tez, teu peito e paixão!

E no ardor da volúpia ficaremos até o próximo amanhecer!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 06/06/2005
Código do texto: T22433
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:14)
Peixão