Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Oh solidão!
Eu que sempre
desprezei-te dentro de mim...

Eu que sofro-te em minha carne,
dilacero a alma nesse buraco negro...

Eu que quis ofuscar-te
pela presença do amor do outro...

Oh solidão! Ensina-me!
Ensina-me  a apreciar-me;
a te ter solitude,
paz no silêncio,
luz em meu centro.
Paola Caumo
Enviado por Paola Caumo em 24/08/2006
Reeditado em 25/08/2006
Código do texto: T224618
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Paola Caumo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
167 textos (6281 leituras)
17 e-livros (808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:10)
Paola Caumo