Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Açúcar à deriva!

Tocaram o dedo no botão, pimba!
Orelhas voadoras vão aterrisando,
Gravetos para reforçar o fogo,
Além da Luz, essa é a luz que sobra,
Esperando a volta dos peixes, aves,...
Dois dias sem chover, tudo limpo,
Muita névoa ainda preenchendo o ar,
Ainda se ouvem algumas explosões,
Outros murmúrios ecoam por vezes,
No mais, um silêncio que apavora,
De tão parado, tudo é muito estranho,
Nada se movimenta em lugar algum,
Há tempos sem ver um rosto sequer,
Sair por ai, andando... Para onde?
O melhor é montar uma base aqui,
Pelo menos, nada caiu, nem inundou,
Energia não tem, nada mesmo,
Bom, olhar por ai, não custa nada...
Quem sabe, encontrar frutas frescas...
Ainda bem que os ratos também sumiram!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 25/08/2006
Código do texto: T224790
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:20)
Peixão