Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Plenitude

Quando lhe falo do meu coração,
Falo de carne, de coronárias, sangue e ventrículos,
Nâo lhe omito nada, e nada mereceria omissão.

Quando declaro essa essência juvenil,
Falo de suor, sêmen, saliva, pele e inconveniências.

Há de se ser feliz desmembrando as belezas nas entranhas,
Para se entender o amor
E que o amor também é feio e é palpável.
Rodrigo Frˇes
Enviado por Rodrigo Frˇes em 25/08/2006
Cˇdigo do texto: T225037
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodrigo Frˇes
Niterˇi - Rio de Janeiro - Brasil, 30 anos
45 textos (2358 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 07/12/16 20:19)
Rodrigo Frˇes