Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MADALENA, ALMA EM FLORES

MADALENA, ALMA EM FLORES




Como uma Flor em botão
Em espera vã de alguma emoção
Mesmo em lágrimas de dor
Pudessem me regar a flor
Fazê-la abrir e sorrir
Mas, no peito mágoas,dores sufocadas
Minha alma grita...
Pede algo para a exortar
Procura espaços para expandir
Deixar céu cair em tempestade
Limpando atmosfera que me envolve
Deixar de gladiar com meus fantasmas
Deixar de ser madalena
Deixar de viver alma em penas
Deixar de ser julgada, martirizada
Pois nem o maior dos homens
A quem culpa não carregava
Foi capaz de fazê-lo, pois a amava
A pobre e infeliz Madalena.
Entendo nas entrelinhas o que significava
As tuas sábias palavras
E se tivesse mesmo que julgar
Haviam dois culpados apenas
Um por não saber lhe amar
E outro por amar-lhe demais
Que atire a primeira pedra quem ousar
De outra forma pensar
E, de Madalena, olhai-me apenas
Alma em flores, buscando amores
Sentimentos de carinho, respeito, compreensão
Amizade, companheirismo, pra tirar-me da solidão
Sentimentos todos do coração
Todos eles mixados é o amor
Que busco freneticamente num só ser
Temo pensar em morrer
Tendo o desgosto de viver tão triste...
Oh! Minha estrela distante
Que não se importa
Se eu soluce ou cante


Diana Lima Itanhaém/SP, 04/12/2003
Diana Lima
Enviado por Diana Lima em 06/06/2005
Código do texto: T22557
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Diana Lima
Santo André - São Paulo - Brasil
152 textos (52793 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:47)
Diana Lima