Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pano Caído!

Sobram apenas vestígios, lágrimas,
O insustentável silêncio, tão geral,
Gotas de lembranças pelos sonhos
Que afloram nas mal dormidas noites,
O ar ainda está carregado & úmido,
Como passou rápido o dia, voando,
Parece que será outra noite de vigília,
Um pouco de música para arrefecer,
Esse sabor acre de angústia, céus...
Pedras mais que partidas, outras perdas,
A mão que busca mais calor, ávida,
Solta-se o sapato, vestes caídas,
Todo o vazio que a alma pressente
Feito folha em branco, nenhuma pena,
O olhar que vagueia, algo busca,
Apenas a brisa mais gélida toca
A boca seca, tão sedenta de beijos,
O tempo continua correndo contra,
Aquilo que poderia ser melhor repartido
É sempre deixado para depois...

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 26/08/2006
Código do texto: T225573
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120250 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:34)
Peixão