Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fábula atual




Houve um tempo em que o homem podia orgulhar-se
De ser bom e justo, honesto e leal.
Nessa época a palavra era empenhada e respeitada
Até por quem não entendia nada de nada.
Naqueles dias as pessoas podiam andar por aí
Sem medo de assaltos da bolsa ou da vida.
Houve até quem dissesse que naquele tempo
"Amarrava-se cachorro com lingüiça".
E naqueles dias a lei era sinônimo de justiça,
Com pobres e ricos igualmente tratados.
Houve uma época em que o homem era homem
E a mulher era mulher, sem alterações.
Tratavam-se ás pessoas como gostariam de ser tratadas
Com  o devido respeito e cortesia.
A verdade era falada e não faltada;
Rendia-se dignidade aos dignos dela
E o respeito à vida era regra e não exceção.
Havia um tempo para semear e um tempo para colher.
E a colheita era direito de quem a plantara.
Rendia-se tributo a quem de o merecia.
A paz era uma conquista, e guerreava-se até a morte por ela.
Tempo houve em que o ser humano era tratado como tal,
Sem a vilania e a crueldade do homem lobo do homem.
Mas, como em todas as histórias que começam com:
"Era uma vez", espera-se um final feliz, em que os maus
são derrotados pelo bem, esta fábula também deveria ter seu
belo final. Só que a história do homem sobre a terra ainda não encontrou seu fim, e o homem continua a destruir o planeta que o abriga, a matar seu semelhante, a banir o próprio Deus de sua vida.
Resta esperar que antes do fim de sua era ele aprenda a ser humano, encontre seu caminho, e torne-se digno de tudo que ganhou do Criador da vida, para que sua passagem por este planeta não acabe se tornando somente uma fábula na história dos mundos.
Liane Furiatti
Enviado por Liane Furiatti em 26/08/2006
Reeditado em 20/01/2009
Código do texto: T225912
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
Liane Furiatti
Curitiba - Paraná - Brasil
776 textos (34955 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:51)
Liane Furiatti