Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HAVENDO CURVAS, FAÇA-AS!...


Euna Britto de Oliveira
Site de Poesia: www.euna.com.br



Sigo em frente...
Vou direta ou indiretamente ao alvo!
Sigo as retas e os ziguezagues da vida...
Havendo curvas, faço-as.
Se necessário, refaço-as.
Nos pesque-pagues, deixo os peixes
E pego as horas queridas...
Nos pegue-pagues, pago as compras
e pego a fruta proibida...
Eu não sou flecha, sou gente!
Por isto penso, sinto
Pressinto, pressuponho
Insisto ou desisto
Tomo decisões e remédios
Remendo roupas e poemas
Vou a supermercados e cinemas
Faço boas ações para ganhar merecimentos.
Para mim, merecimentos valem mais que altos investimentos
Em ações na Bolsa de Valores...
Desproteção é triste!
Só a Proteção nos concede amores...

Labirínticas, certas vidas entrecruzam-se e não se fundem,
Embaraçam-se e se confundem...
Não se ajudam,
Podam-se!
Por absoluta falta de
Aceitação das curvas...
Curvo-me...
A não ser que haja
Atalhos seguros
Assim como existem
Portos Seguros...
Aí, sim,
Encurto e
Corto
Caminhos.
Euna Britto de Oliveira
Enviado por Euna Britto de Oliveira em 26/08/2006
Código do texto: T225930
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Euna Britto de Oliveira
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
995 textos (34686 leituras)
6 áudios (364 audições)
12 e-livros (692 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:40)
Euna Britto de Oliveira