Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Doeu... Como doeu...
Ouvir de você que...
Se eu quiser é assim!
Que não tem que da satisfação
Que não tem obrigação...

Quando gostamos de alguém...
No decorrer do dia, sentimos vontade
de estar com a pessoa, ouvir, falar,
dividir o que fazemos, sentimos,
dividir até o que vemos...

Quando qualquer que seja o ato nos vem
como obrigação, como que dando satisfação
é porque não é amor o que se tem no coração.
Quando amamos contar da vida, dizer da alegria
ou tristeza faz parte da relação

O amor seja paixão ou fraternal,
só é verdadeiro se for natural .
Falar o que se sente, faz, ver ou
pensa nunca será uma obrigação
será sempre uma emoção.

Vivamos a vida em paz, sentindo alegria
sem nos preocuparmos em rotular o que faz,
nem deixar o que é importante pra traz.
Não esqueçamos que é prazerosa
a caricia do vento, mas, o vento passa.

Iza Mota
Recife - PE

Iza Mota
Enviado por Iza Mota em 27/08/2006
Reeditado em 03/03/2007
Código do texto: T226290
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iza Mota
Recife - Pernambuco - Brasil
785 textos (81966 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:34)
Iza Mota