Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A busca VIII.




Na órbita,  terra
As folhas que desfolham, fases
Nos sulcos do rosto, marcas.

As vagas lembranças de criança
Por mais que não conhecesse nada
Fantasiava com alegria.

A porção do segredo
Casta com a voz da razão
Quando pede e vai para os sonhos
Ao consagrar a vida.

Deus foi muito compreensivo
Porque na réstia do sol
Deixou quentinha, vida
Por isso hoje é
Só uma imagem, positiva.

No corpo de qualquer homem
Que um dia pensou...
Agora que decide
Ver o fundo da verdade
Na estrada física
Onde a gravidade
Certamente faz efeito no tempo.

Muitos aprenderam
Passar por essa guerra
Quando realmente
São perdoados
Pela vida.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 27/08/2006
Código do texto: T226602
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
722 textos (26305 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 16:00)
Condor Azul