Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divagações


     Manhã de sol, tão clara!...
     Caminho pela ruas
     com a bria fresca
     banhando-me o rosto.
     Olho o céu e ainda vejo a lua,
     alva como um floco de neve.

     Meu pensamento divaga.
     Sinto-me tão sozinha!!...
     Piso o asfalto com firmeza,
     preciso sentir que estou viva.
     Pessoas transitam indiferentes.
     buscam seus afazeres
     sem ligar pra quem caminha.

     Num andar indolente
     alguém passa por mim.
     Seu rosto denota enfado.
     Mais adiante um homem
     sentado, cabisbaixo,
     espera, sobre pedras,
     o horário do trabalho.

     Semblantes acabrunhados...
     a noite não dissipou
     os desenganos sofridos.
     Anseios acumulados,
     sem conseguirem realizar
     constrangem os rostos
     de fisionomias cansadas.

     Meus passos seguem calmos
     rumo a lugar algum.
     Manhã de sol
     tão clara!!...
     E eu tão sozinha!!...

     Sem companhia pra conversa
     sigo silenciosa.Em solilóquio
     busco entender a vida
     o que sinto dentro de mim.

     Manhã de sol, tão clara!...
     Vou andando pelas ruas,
     procurando encontrar; o quê?
     Não sei. Talvez miragens
     de lembranças tuas.
 
     
     
Zilda
Enviado por Zilda em 27/08/2006
Código do texto: T226604
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zilda
Brumado - Bahia - Brasil, 93 anos
52 textos (10064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:44)
Zilda