Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na dimensão dos astros.





Os gostos nasceram
Mas, a falência invade...
O porto do sabor desaparece.

As vésperas da vida,
O taco sem giz
Espirra no caminho,
Porque falta...

Um pouco de razão.

Meu bem querer...

Maltrata a sede
Que não pode
Morrer em vão.

O erro cavalga,
O doce é mel.

De quem o cravo pode ser amigo?
Quem sabe do destino?

O forte aproxima-se
Para alimentar,
Essa vida continua sem par
Mesmo quando na solidão,
Procura revelar
Que o amor,
Bate,bate ate encontrar...
O que muda na fonte
É aceitar,
Que tudo isso...
Não passa
De um sonho.
Condor Azul
Enviado por Condor Azul em 27/08/2006
Código do texto: T226606
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Condor Azul
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
721 textos (26286 leituras)
1 áudios (175 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:33)
Condor Azul