Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AGOSTO



Não poupo tempo – olho a chuva
Unindo inimigos na mesma marquise
Fazendo correr sedentários
Não sei o porquê
Medo da chuva?
Não sentem os insensíveis
O afago da água do céu
Nas ruas, comprimidos
Carros correm
Pessoas caem e se atropelam
É a chuva...

Quando ela se vai
Eles continuam com desculpas
- É o tempo, olha a condução
Mas passando pelo agreste
Alegrou os pés de feijão,
O milharal,
As crianças,
E eu, que também germino.


Aguardo comentários...
CrisLima
Enviado por CrisLima em 28/08/2006
Código do texto: T227208
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CrisLima
Caruaru - Pernambuco - Brasil, 44 anos
156 textos (7832 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:54)
CrisLima