Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0319 - Juiz de Fora, minha pequena cidade gr

Minha pequena cidade grande,
de ruas que se abriram para eu passar,
de grandes vilas,
de pequenos e grandes sonhos,
minha pequena cidade grande,
de estreitos que não me apertaram,
pareciam se abrir na minha chegada.
 
Minha pequena cidade grande que me adotou,
acolheu-me e me fez render aos seus encantos,
do morro do Imperador
às histórias dos seus heróis,
as amizades antigas, as novas,
seus fundadores,
suas crianças, seus artistas,
seu calor, seu frio,
seu carinho que fica impregnado na pele.
 
Minha pequena cidade grande, meu Juiz sem juízo,
minha felicidade que uns dias ficou de Fora,
das ruas longas que vão da cabeça aos pés,
das avenidas escancaradas, de travessas encolhidas,
como se quisesse agasalhar seus habitantes.
 
Como se abrissem em grandes braços,
riachos te cruzam como em um grande abraço,
pessoas que não te vêem com olhos de egoísta,
minha pequena cidade grande recebe de ruas abertas.
Amo, meu amor não é de agora,
com humildade de quem volta a casa,
me ame, Juiz de Fora!

10/06/2005
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 07/06/2005
Código do texto: T22812
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:05)
Caio Lucas