Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

...Só solidão

Não adianta cantarolar pra disfarçar
Não convém abrir sorrisos desajeitados
Ela me olha nos olhos do espelho sem cessar
Me espreita dentro da noite dos pecados
 
Ela anseia  me engolir nas brechas frias
Que as horas melancólicamente abrem
Como a pedir de mim sonoro amém
 Na adesão das minhas falas vazias
 
Escorre pelas paredes e ganha vida
Pulsando quente dentro de mim
Me guardo pra ela que me convida
Ungida e calada sigo pelo sem fim...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 07/06/2005
Código do texto: T22827

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55643 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:02)
Angélica Teresa Almstadter