Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As palavras

As palavras nunca saem de mim
Como eu as penso
As vezes nem penso
Elas saem

Não sei se há falsidade
Pura verdade
Ilusão
Bondade ou maldade

As vezes me esforço em compor
Outras o esforço é para parar
Mas sempre existira o esforço
Mesmo que só para conter a dor

Não sei por que
Nem para quem
Se para mim
Ou outro alguém

As vezes somente as mãos compõem
Outras só a cabeça
Outras a alma
Mas todas a dor

Não sei se são palavras
Se são emoções
Se são muros ou portais
Se efêmeras ou imortais
Fabio Damico
Enviado por Fabio Damico em 30/08/2006
Código do texto: T228643
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Damico
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 55 anos
120 textos (1502 leituras)
2 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:52)
Fabio Damico