Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Véus

Descerrado o véu
Adentrei o tablado em desafio
Passos breves em piso escorregadio
Navegante em meu batéu
Em luta no mar bravio
 
Delineada pela luz efêmera
Prendi o fôlego...premi a voz
Em giros na lâmina têmpera
Sob um açoite algoz
 
Fez -se noite no clarão do dia
Silêncios foram debruados
Ornando as horas vazias
Em meus passos desatinados
 
O segredo soprado discreto
Eriçou o clarão adormecido
Que se manteve em secreto
Ardendo comedido
 
No brilho da navalha acesa
Sangro os pés descalços
Sou gentil dama presa
Nessa trama de percalços
 
Hasteei bandeiras nos palcos iluminados
Versejei dentro das próprias cabalas
Resumi todos os meus recados
Para caberem dentro das falas
 
Me resta um poema na mão
Um presente que guardo fechado
Com gotas da minha emoção
Para o momento preparado
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 07/06/2005
Código do texto: T22866

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55644 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:41)
Angélica Teresa Almstadter