Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entressonho

Noites frias de inverno
em meu canto
o sono  se atreve a fugir
considero abandono do sono
deixando o entressonho
induzir

Vira vira na cama
o rolar
de um lado a outro ocupar
são gélidos
os espaços vazios
instigando a mente despertar

Pensamentos que vem
de roldão
são confusas palavras ao longe
entressonho não dá para entender
impossível lembrar
nem saber

Resultados quase indecifráveis
por ser  frágil o raciocinar
complicado é extrair
do entressonho
um agir
é melhor nem tentar

Confusões de estreito convívio
são as respostas do entressonho
da gente
se evaporam feito nevoeiros
quando alcanço meu sono de novo.  
CesarO
Enviado por CesarO em 30/08/2006
Código do texto: T228752
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CesarO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 60 anos
873 textos (24111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:43)