Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ETERNIDADE ?



o verso se fez carne
habitou o homem
morrendo
sobrevivendo no desespero
nos gritos por liberdade
ultrapassando janelas e portas inválidas
vales de ignorâncias e violências
paralisado de horror,medo e sofrimento
sangue jorrando nas linhas e frases
e nas pausas das pensadas vírgulas
renascendo poema prematuro
órfão sobrevivente , carente
secando feridas do passado
semeando letras-esperanças
carícias nos muros cegos, maltrapilhos
ou simplesmente sendo eternidade
do que foi ou poderia ter sido um dia.

30/08/06
Maria Thereza Neves
Enviado por Maria Thereza Neves em 30/08/2006
Código do texto: T228800
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Thereza Neves
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
3341 textos (90992 leituras)
6 e-livros (224 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:48)
Maria Thereza Neves