Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Louros


                  Os Louros







Se num assomo de coragem
Abdicasse e partisse sem me voltar para trás
Consciente de que o que ficou
Será só uma miragem
Que como as neves primaveris o sol liquefez
E esse mundo que desabou
Se tornasse num ponto de viragem
Para uma nova epopeia
A despertar na alvorada
Agradável como uma fresca aragem
Afagando-me a face
Na tarde tórrida da viagem.
 

Se num momento de lucidez
Semblante rasgando a brisa das dúvidas
Encontrasse um porto onde ancorar
E nesse novo destino
Pudesse tudo recomeçar
Do nada
Dos alicerces
Até a obra se completar
E essa nova construção fosse
Isenta dos erros antanho cometidos
Nesse iluminado instante
Em que a perfeição roçaria o absoluto
Saberia estar perto do ideal
Se bem que utópico e improvável
E satisfeito repousaria
Sobre os louros de uma vitória fugidia.




Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 30/08/2006
Código do texto: T228819

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 09:04)
alestedoparaiso