Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto x

X
 
Bailarinas as estrelas, são cometas artesãs, desenham no azul quimeras
Ai como eu era, de olhos aveludados longos cabelos negros p'la cintura
Era o sapatinho a channel, vestidinho cintado, irresistíveis primaveras
Ao som de um Rock , ou  um twist bem rebolado ostentava formosura
 
Anos dourados aqueles que recordo agora, me faz voltar ao tempo festivo
Em que um beijo roubado, atras do portão ...tinha um gostinho encantado
No viço da idade trazia ancorado, em meu peito guardado um beijo furtivo
Dancei doce melodia, sonhei fantasias naquele olhar docemente enebriado
 
Ao Céu, cheguei em doce emoção, a descoberta do amor aflorou meu coração
Hoje revivo, aquele momento de versos contido como se fora poema-canção
Será egoismo, querer suprir a qualquer tempo, o tempo de então perdido?
 
Invento-me em poesia e no silêncio de meus versos tacteio o verbo amar
Rabisco a pena, em linhas singelas na forma de ternura e da cor do mar
Lapido a ideia, na mão o sinzel , com alguma arte, eis um poema esculpido
 
Cecília Rodrigues
www.cecypoemas.com


Cecília Rodrigues
Enviado por Cecília Rodrigues em 30/08/2006
Código do texto: T228822
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cecília Rodrigues
Viseu - Viseu - Portugal
129 textos (5673 leituras)
5 áudios (542 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:21)
Cecília Rodrigues