Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Boulevard


                     Boulevard









Hoje,
De punhos e dentes cerrados,
Desço o boulevard ao encontro da tarde premeditada.
Levo na retina adagas de imaginária vingança.
Prometo-me grandes feitos
E andar nas bocas
De quem ao acaso anda.
Acompanha-me a fadiga
Daqueles que a noite em claro velaram
Confiantes de que ela lhes traria melhores anseios
E desejaram vê-los arribar.


Tudo em vão!
Os dentes quebraram-se
E ou punhos encarquilhou-os o reumático.
Ainda no peito me resta uma réstia de ilusão
Ainda sou o poeta criança caminhando ao acaso
Felicito-me!
Tiro o chapéu (que raramente uso)
E lanço-o ás nuvens, ás estrelas
Que compartilham pasmadas a minha louca euforia
As multidões caiem sobre mim
E estalejam em risos.
Correntes eléctricas viajam-me nas veias
E os meus estremecimentos são o gozo dos ferros-velhos.


Escutem
Homens de séculos vindouros
Nós inventámos a atómica, a de neutrões, a de napalm,
Nós inventámos as primeiras naves espaciais,
E embora Verne já neles falasse
Fomos nós quem lançou ao mar
Os submarinos primários.
Nós descobrimos o lazer, a televisão, a cibernética,
A hibernação duradoira
Com que alguns de nós
Contactarão pessoalmente convosco.


Homens de futuras civilizações

                             ESCUTEM!

Nós impulsionámos os primeiros grandes movimentos populares
E caímos na insensatez
De menosprezar a sua magnitude.
Nós,
Homens do vigésimo século,
Sentimo-nos ainda aquém da nossa grandeza.


Escutem gentes vindouras
Os nossos erros são igualmente uma forma de ajuda
A História que vos legamos não é só planetária
É sideral também.


Escutem gentes vindouras
Hoje,
De punhos e dentes cerrados,
Desço o boulevard
Ao encontro da tarde premeditada.




Moisés Salgado
alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 30/08/2006
Código do texto: T228828

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:34)
alestedoparaiso