Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Nada com nada 

Rosa Pena 


Nem percebi que o lampião apagou.
Já era manhã.
Quando aprendo a letra
acompanho a melodia.
Não sou leão
portanto a vara curta
não me cutuca.
Morador de rua não compra sabão
não tem louças nem pia.
Pra que abrir a caixa,
se sei que ela está vazia?
Estou maluca
ou baixou nostalgia?
Vã filosofia...
Era só para dizer
bom dia.

Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 24/11/2004
Reeditado em 31/10/2008
Código do texto: T229
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2004. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1416051 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:45)
Rosa Pena

Site do Escritor