Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEDIDO DO MENINO NEGRO

- enquanto esperava ser consultado no hospital e teimava descalçar os sapatos novos


***

Que prazer não ter calçada
esta coisa apertada
aqui nos pés…
não! não quero ter…
…já disse.
Quero ter a liberdade de poder correr
e de saltar
sem esta coisa, aqui nos pés, a incomodar.
Mãe… tira-me esta algema,
que me atormenta,
aqui do pé.
Anda… depressa… vem Mãe…
vem…
não quer ter grilhões nos pés o teu bebé.
E tu, doutora, por favor
não me obrigues neste mundo às avessas
nem me compres com promessas
duma fotografia lá fora.
Deixa-me ir embora…
deixa…
e correr, e brincar, e saltar…
saltar ainda que fique todo imundo
com os sapatos que tu me deste, Mãe
e que me ficam tão bem!
Com estes sapatos perfeitos
nem apertados nem largos
sem defeitos
com que me trouxeste ao mundo,
Mãe.

-contributo para a 4ª Edição da Antologia Escritores Brasileiros e Autores de Língua Portuguesa
Alvaro Giesta
Enviado por Alvaro Giesta em 31/08/2006
Código do texto: T229316
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alvaro Giesta
Vale De Amoreira - Setúbal - Portugal, 66 anos
84 textos (2111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:27)
Alvaro Giesta