Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALTIVO POETA

Me pego a pensar...
O que pode sair da mente de um poeta, sem inspiração...
Será samba canção?

Dedos, pena, tinteiro, papel.
Poetizando... amantes, bordel.
Das esquinas, vida, amor...
Se envolvendo, mente flutua...
Em borbulhas, fervendo o pensar;
Mãos deslizam, desencontros.
Um, dois versos... gotas dissolvem...
Me aprumo...
Entorpecentes ondas me invadem,
Deslizando suavemente, em meu corpo.
Em delírios ardentes te clamo;
Vem poeta, me embarcar em teu sonho.

Quanto encontros e desencontros, poeta.
Em teu coração... somente, ilusão.


Fernanda Gui
Enviado por Fernanda Gui em 31/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T229326
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Gui
São Paulo - São Paulo - Brasil
92 textos (8073 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:17)
Fernanda Gui