Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medindo o Tempo

Tenho dois alvoroços,
um pêndulo de medir
o tempo,
e uma régua distante
para medir o
quanto falta.

Os dois são coisas
queridas minhas,
e a elas prezo com carinho.
 
Com esse sentimento de boa
qualidade e assaz
prosperidade de querências,
posso sentir o que
se passa no tempo.
 
Hora sou homem de um passo
ora de vários e cansativos,
quando procuro coisas e
não alcanço,
alvoroços de vários metros.

Mas não me avexo
sou homem capaz
de idéias e fugaz
de sentimentos.

Tudo por causa dela!
Fui colocar minha ânsia e
amor em seu coração
e acabei me dando mal.

Ela não me quis mais.
Assim,
munido de metro,
e outros materiais
de pura matemática, que calcula
ângulos e dores,
posso dizer com sinceridade,
daqui pro meu fim do mundo
faltam dois centímetros
e prá minha morte,
hora e meia,
se continuar nesta angústia
de nadar no vazio
e medir a distância
de uma estrela prá outra.

E direi eu: só entende
essas história malfadas
de dores
são os deuses,
que moram mais longe:
e ferem
o outro lado do meu corpo!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 31/08/2006
Código do texto: T229332
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26789 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:31)
José Kappel