Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(imagem de A. Brito, www.thousandimages.com)
 
ESSA, EU

Eu.
Essa eu
que nada sei
da tua vida.
Eu que não tenho
tuas noites dormidas
ou insones:
que não recebo
tuas diárias despedidas.
Eu, essa eu
que conheces tanto
e ao mesmo tempo
não tens idéia
nem medida
daquilo que dentro
me consome.
Eu, essa eu que
não faz tua comida,
embora te alimente
e te farte;
essa eu,
que não te chamo
“meu amor”,
embora te diga
“meu homem”;
essa eu,
que não sabes,
que não tem nome.
Essa, eu.
Que come,
mas por escolha,
se mata.
De fome.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 31/08/2006
Código do texto: T229564

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:52)
Débora Denadai