Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Areias Lusas

                     Areias Lusas




Sabe a sal
Este mar de Portugal
Oceano de ambições
De marinheiros intemporais
Que ao mundo anunciaram
Novos contornos nos mapas
E de oiro matizaram
As régias cartas.


São de suor
As ondas que se espraiam
Nestes lusos areais
Cheiram a cravo e a pimenta
E só Deus sabe quantas tormentas
Lhes barraram os ideais.


Adormeceram entre as falésias
Os sonhos do rei-menino
Eternamente o desejado
E repousam as lendas
Exaustas de perdidas
Nas nevoentas manhãs.


Nesta terra e neste mar
Agiganta-se Portugal.




Moisés Salgado


alestedoparaiso
Enviado por alestedoparaiso em 31/08/2006
Código do texto: T229697

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
alestedoparaiso
Portugal
209 textos (4174 leituras)
38 áudios (1068 audições)
2 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:24)
alestedoparaiso