Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

te amo como nunca amei ningùém

Desperto assustado, cheio de medo
a esperança de ser feliz dissipara
minha vida acabou...
Lembranças, revelação de um segredo
que o meu grande amor me revelara
e que me maguou...

Desespero...corro para o banheiro
procuro, não encontro, a arma sumiu
vázio, outra revelação...
as fotos, aquele beijo o derradeiro
de repente a ficha finalmente caiu
descobertas, desilusão...

O outro, um grito, me desmancho
as lágrimas rolam em meu rosto
a certeza do fim...
relembro, paro, me desarranjo
invadido por um grande desgosto:
ela nunca gostou de mim.

Respiro, não, não consigo respirar
abro a janela, o corpo atormentado...
Quem será aquela???...
Uma linda garota no sol a se banhar
me perco em suas curvas, fico excitado
vidrado nos seios dela.

me arrumo, tomo um gole de cachaça
pela primeira vez estou apaixonado
que belissima flor...
me aproximo, facero, cheio de graça
converso, sinto-me finalmente amado
sexo, prazer, amor.
che guevara
Enviado por che guevara em 01/09/2006
Reeditado em 26/09/2006
Código do texto: T230337
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
che guevara
Abaíra - Bahia - Brasil, 45 anos
37 textos (12504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:21)