Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dádivas

A solidão da alma daquela mulher
me destrói a pele e os ossos
sua desilusão sorve meu ar
como o último respiro da morte
Onde encontrar o alento
onde encontrar um bálsamo
para que aquela alma sorria?

Deus, dê-me a luz para romper dores
para que meu corpo seja ungüento
que meu calor seja seu revive
que meu sexo seja o estopim
para seu gozo e luz
seu fluir e voar de alma
sua fúria desperta
e, enfim, que renasça a leoa.
RRenee
Enviado por RRenee em 01/09/2006
Código do texto: T230617
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RRenee
Argentina
99 textos (15655 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:30)
RRenee