Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando for médico

Cada abrir de olhos
eu passo o tempo pensando
no que eu escolhi para mim
até que ao fim do dia cerre as palpebras.

Escolhi a vida.
Melhor escolhi o limite
entre a vida e a morte.
O limite entre o sorriso e a lágrima.

Escolhi salvar.
Escolhi ser usado como instrumento.
Instrumento divino.
Escolhi a vida alheia.

A magia do sopro da vida
a nós não cabe desvendarmos;
não somos Deus.
Devemos trabalhar sempre sob Sua super-visão.

Chorarei com a família desolada
que muitas vezes virá agradecer o empenho.
Quando estava fazendo meu trabalho.
Mas chorarei a dor, partilharei dos sofrimentos.

Apertarei a mão de qualquer enfermo
que chegue ao meu alcance procurado ajuda.
Tocarei cada doente , ouvirei cada um.
Escolhi a vida humana para cuidar.

Abraçarei o meu amigo enfermo
quando este sair do incomodo leito.
E tambéns cerrarei as palpebras dos moribundos
dando-lhes o mínimo de dignidade na passagem.

Acompanharei o máximo que puder
um a um .
Ouvirei segredos únicos
e saberei guardá-los na minha mente.

Esgotarei o conhecimento
até a última ponta do último lápis
que copiou parte da sabedoria do mestre
para que possa dizer "foi a o hora dele".

Farei da minha semiologia
a arte que Portinari pintou
a arte que Dostoievisk escreveu
a música que Mozart compôs.

Serei atento a meus deslizes
e serei hulmilde a minha ignorância.
Com ela buscarei aprendizado sempre.
Serei agradecido sempre a meu mestre.

Tratarei com carinho mu paciente
visto que em muitas vezes são carentes.
Precisam mesmo é de amor.
Um simples toque e ouvidos para ele ta ótimo!

Serei médico.
valorizarei a minha clínica.
não almejo ser completo,
mas almejo ser médico!!
Rafael Rezende Da Costa
Enviado por Rafael Rezende Da Costa em 02/09/2006
Reeditado em 11/08/2009
Código do texto: T230738

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Rezende Da Costa
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
144 textos (5327 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:26)
Rafael Rezende Da Costa