Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPERANÇA

ESPERANÇA

Sentada no sofá
Um leve toque
No cotovelo
Chamou-me a atenção.
Era uma esperança...
Verdinha... verdinha...
E tal qual uma criança
Chegou de mansinho.
Pediu-me carinho
Roçando meu pescoço
E logo depressa
Fiz um alvoroço.
Ao leve contato
Das minhas mãos
Saltou do meu corpo
E pousou no chão.
Desconfiada, me olhou
E eu a cismar...
Num gesto patético
Tentei com os dedos
Segurar-lhe as antenas.
Mas ela escapou
Deixando só medo
No meu coração
Que batia apenas...
Naquele instante
Alguma esperança
Tentou renascer
Nessa alma mutante.
E bem lá dentro de mim
Vi com tristeza escapar
Um lindo sonho que foi
Uma fantasia louca e distante.
Esse inseto foi o prenúncio
De um acordar com lucidez
Para uma realidade concreta
Que se descortinou de vez.
Foi-se embora o sonho
Partiu de mim a ESPERANÇA
O que ficou foi somente
Uma flor murcha e sem fragrância.





Mena
Enviado por Mena em 02/09/2006
Reeditado em 02/09/2006
Código do texto: T231173

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mena
Brumado - Bahia - Brasil
539 textos (113493 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:10)
Mena