Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA ESTRELA CADENTE.

Não se esquecer uma paixão
Nem que ela te faça sofrer
Ou fá-lo pensar meio-morto
A vida seja o amor
Ameaçador.

Esta que a vida suporto.
Por um grande, verdadeiro.
Grandioso e nobre amor,
Se esquece até de viver.
O se o coração adorador
Se esquecer bater.

Ao chegares minha a vida
Qual estrela cadente
Riscando o céu d’alma,
E se encher de luz
Um ser carente,
Um ser sem versus,
Um ser sem prosa,
Num ente mui  benquerente.

Ao saíres minha vida
Apagou qual a luz
De uma estrela cadente,
De uma trêmula
De uma vela contraluz,
Serei um pirilampo,
Serei um noctiluz.

(D’Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 08/06/2005
Código do texto: T23170
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20822 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:52)
Sidnei Levy