Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO A NOITE TE ROUBA, MEU FILHO

Enquanto dormes, meu filho,
sobre teu rosto caem
névoas da noite que
adentra em sombras.
Sobre teu rosto, filho meu,
enquanto dormes,
vão caindo os mistérios
dos sonhos trazidos
pelo céu de veludo escuro
Sonhos.
Apenas sonhos vão caindo
sobre o teu rosto sereno,
sobre tuas costas macias,
sobre tua boca
que emudece os pensamentos
diante de tua mãe,
calada e impotente.
A escuridão da noite
me torna exatamente isso:
uma mãe roubada.
Só quando a luz do sol
vier a cair de novo
sobre o teu espreguiçar-se
é que serei novamente
a tua mãe .
Inteira.
Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 08/06/2005
Código do texto: T23178

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 14:48)
Débora Denadai