Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cabo de aço

O cabo de aço
Corta sua pele frigida
Ungida pelo sangue
Que mancha e purifica

O cabo de aço
Marca sua pele branca
Por demais franca
Mostra o vestígio
Da crueldade pungente

O cabo de aço
Expõe suas vísceras
Para a multidão
Que sorri extasiada
Por te ver sofrer

O cabo de aço
O cabo do medo
O cabo da verdade
E da maldade
O cabo de aço frio

Fabio Damico
Enviado por Fabio Damico em 04/09/2006
Código do texto: T232269
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabio Damico
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 55 anos
120 textos (1502 leituras)
2 e-livros (59 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:51)
Fabio Damico