Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM DEFINIÇÃO.

Qual é o lugar do amor?
Dizem alguns que se encontra na
Base de qualquer construção.
Os mais sábios dizem que é verbo
De primeira conjugação terminada em ar,
Mas que poucos se atrevem a conjugar.

E a ordem qual será?

No Presente:

Eu amo...

E tu amas?
- Não sei... estou em dúvida...

Ele a ama.
- Seguramente que sim,
Já não consegue disfarçar,
Carrega consigo um jeito diferente.
Olha só a maneira como anda se portar!

Nós...
- Como posso conjugar?
Ainda só, assim não dá!
Se necessário é mais de um para o conjunto de formas
De um verbo, como amar, melhor se expressar.


No passado:

- Não, não vale a pena lembrar!

E para o futuro, ainda sem definição
Ouve-se de amantes e sonhadores
Para quem muito importa a temática,
Em devaneios de uma paixão:
- E daí, se preciso for à flexão!
- Para que tamanha preocupação?
Se tudo é válido na prática do amar.

Que a ninguém compete prejulgar, visto que
todas as forma de amar sempre a pena valerá.
Não obstante, que o amor seja terno enquanto dure.
Isto valendo para todos os tempos.
E  então para a mais fiel aplicação:

AMAR admite transição.
Às vezes de forma tão direta, chegando-se
quase a perder a respiração.
E quão dorida e a indireta quando não se
alcança a reciprocidade da ação.

Chega!!!!
De conceitos e tentativas de definição.
O que vale e a voz do coração.
Ainda que a muitos isso cause admiração.
Dá-lhes, por desencargo,  toda razão.


Verdadeiramente AMAR -
É exacerbação de sonhos, doce alusão.
É mescla de tudo que no mundo há.
Em chegada à hora  “agá”  o que menos importa é lugar
Vai além - Amar é quociente resultante de uma divisão   que só ao coração compete avaliar.
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 04/09/2006
Reeditado em 18/09/2006
Código do texto: T232537

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:24)
Cláudia Célia Lima do Nascimento