Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SONATA.

Tic, tac... Tic, tac... Tic, tac…
Faz o despertador nas minhas horas de triste solidão
Fico a observá-lo, ouvindo-o em sua ritmada atuação.
Tic, tac... Tic, tac... Tic, tac…

Tento acompanhá-lo, mas as batidas do meu coração
Em descompasso não permitem seguir, apenas ouço-os
No silêncio assim em sincronizada exteriorização
Tic, tac... Tum, tum... Tic, tac... Tum, tum, tum..

A aparte como mero espectador deste prelúdio
Composto por um despertador e um coração
Em silêncio percebo a harmonia de distintos seres,
Sempre alertas, junto a mim no isolamento da madrugada.

Contrito, testemunho, bela e harmônica composição.
Excêntrica não fala de amor e tampouco de dor.
Compõe-se somente da singular mescla do
Tic, tac... Tum, tum... Tic, tac... Tum, tum,

Cativo este espírito romântico e sonhador
Passível emociona-se com a hilária sonata
Do coração solitário com o incansável despertador
No mais ritmado Tic, tac... Tum, tum... Tic, tac... Tum, tum,

Faz a hora.
E o amanhecer a se despertar.
Na mente a hilariante recordação da sonata
Na escuridão de uma madrugada fria e solitária.

Com a claridade a suprir o todo e a sedução,
Eis que me veio a excepcional inspiração
Cadenciada por  um Tic, tac... Tum, tum...
 Tic, tac... Tum, tum, tum... Tic, tac… tum…
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 04/09/2006
Reeditado em 23/03/2007
Código do texto: T232572

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 51 anos
476 textos (16064 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:09)
Cláudia Célia Lima do Nascimento