Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CÃO SARNOSO

Surtos de poesia
parecem um cão sarnoso.

Ele coça, coça,
roça minhas pernas
e lambe toda
e qualquer parte do corpo
próxima ao seu focinho.

Dura pouco a insanidade.

Bastam algumas aplicações
sarnicidas e ele está ali de novo,
sacudindo a cauda,
fazendo festa, buscando amigos.
 
A pele fica feia,
rugosa, insensível,
talvez nem mais interesse ao cão.

Medidas de que o tempo passa.
Celerado.

– Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 26.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/23279
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 09/06/2005
Reeditado em 04/07/2011
Código do texto: T23279
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709650 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:59)
Joaquim Moncks