Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Verso Mortal



Verso Mortal
==========ErdoBastos

Foi ao som de um tango argentino
e deitado em lençóis cor do céu,
que me tornei um assassino...
Aqui, neste quarto de hotel.

E te matei, sem perdão!
Arranquei da minha alma.
Foi a última decepção...
Te matei... Com minha pior arma.

Fui maldito, fui perverso,
mas resolvi o problema.
Te matei aqui, neste verso.
E pra ti, não tem mais poema!
ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 05/09/2006
Código do texto: T232987

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36905 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:23)
ErdoBastos