Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O poeta é uma janela

O poeta é uma janela, aberta
Uma porta, escancarada
À alma sôfrega ou deserta
Que delas, não diz nada.

Fala do mundo que preenche
Nas noites de insónias e luar
Imagina dores, aparentes,
No sofrimento de divagar

E na visão que tem
Distorcida e irreal
Julga saber também

Que o vento é seu igual
No frémito lancinante
Que cruza aquele instante

Luís Monteiro da Cunha
Luís Monteiro da Cunha
Enviado por Luís Monteiro da Cunha em 06/09/2006
Reeditado em 06/09/2006
Código do texto: T234160

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Luís Monteiro da Cunha). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luís Monteiro da Cunha
Portugal, 54 anos
36 textos (837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:16)
Luís Monteiro da Cunha