Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BAIXA O PANO.

Baixa o pano,
Retorno à vida,
Volta ao existir,
Artista já foste,
És agora fugitivo
Neste constante
Fugir da vida,
À  própria vida,
Vida alheia
Às vontades tuas.

Baixa o pano,
Outra farsa foste,
És sim, fugitivo
Em fuga eterna,
Mas na rotunda
Estampada em sombras
Tua silhueta fugindo
Numa vida imunda
E perdendo a tua consciência
para consciência alheia.

Baixa a pano,
Retorno à vida real,
Vida feia
Onde o pano negro,
Onde a morte
Ressuscita aos aplausos,
Onde a terra
Sulca-se no palco,
Onde foste um dia rei,
Foste noutro majestade
E nunca foste tu,
Tu mesmo,
Artista na realidade,
Fatalista que mata
Na farsa vida.

(D’Eu)
Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 09/06/2005
Código do texto: T23420
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20820 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:13)
Sidnei Levy