Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fronteira

Angélica T. Almstadter

 
Roendo cordas,
Despenco das alturas,
Olho de alto a baixo
As veredas e o estrago;
Ando no meio fio.
 
Onde termina teu céu,
Começa meu inferno?
Onde me verás pura?
No brinde ou no trago?
Onde me acabo,
Resvalando no fio
Dessa lâmina cega?
 
Afio e provoco arrepio,
Teu gozo me nega!
Caminho na fronteira,
Entre o céu e o inferno,
Me queimo e me banho,
No sangue desse lanho.
Sou primeira e derradeira,
Batizas meu cio.
 
Lilith por um dia,
Fogo e Água se consumindo,
Terra e Ar em agonia.
Poço de inquietude,
Decúbito em avaria,
Águas densas,
Plenitude,
Silêncio universal.
Peco o pecado original,
Com o dia findo,
Unção de sal:
Nasce em mim a  virtude.
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 24/01/2005
Reeditado em 24/01/2005
Código do texto: T2345

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
1054 textos (55378 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 19:21)
Angélica Teresa Almstadter