Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bom Céu

alvíssaras!

encontrei
de bom céu,
a mulher
de minha vida!

ela é linda,
bem formosa,
tem olhos
verdes,
mãos de
fada
e caminha
bem
charmosa.

ela mora no 1001
e eu no 1002.

coisas da
vida,
pra amor
de
eternos!

ela tem um carro,
bem caro,
eu tenho
outro
que me custou o
olho da cara.

ela tem uma casa
de praia,
que brilha
de felicidade,
eu tenho uma casa
de campo,
onde,
às vezes,
a gente analisa
as taxas de
fertilidade.

ela gosta de bicho
e tem um gato.
eu gosto mais
ainda, e tenho um
cão de rabicho.

tudo ia bem
na nossa
vida.

come daqui,
come de lá,
no amplo lazer.

essas coisas
que precisam
de técnica
pra fazer!

um dia
o filho de zeus,
que deve
morar no inferno
do céu,
me prepara uma!

cães de inferno
me mordam
até de terno!

meu cão caça e mata
o gato de minha amada!

amada?
sai encurralado!

e daí entra
por
uma porta
e sai
por outra:
to ferrado
e malhado.

depois de
muito apanhar,
perdi meu
amor eterno,
os amassos
de amor penetrante,
e a mulher de meu
amor!

danos! cães!

perdi tudo
que amava
por causa
de uma mísera
tara:
essa, de cão caçar gatos.

mas, juro,
nunca mais quero cão
na minha casa,
pois animal a gente
acha em qualquer
canto,
mas mulher!
nem nos míseros
antros.

como dizia meu avô:
filho, cuidado com a vida:
quem é de mulher
tá virando homem
e, agora
homem já veste saia
de cor,
pra mais fácil
ficar pra dar!

mulher tá ficando
raro!
e as boas você só
encontra se pagar
bem caro!
José Kappel
Enviado por José Kappel em 07/09/2006
Código do texto: T234651
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Kappel
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil
2147 textos (26782 leituras)
1 e-livros (125 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:55)
José Kappel